Você está visualizando atualmente VIA CRUCIS – O Caminho da Cruz

VIA CRUCIS – O Caminho da Cruz

Texto Base: Marcos 15.16-25; 33-37

Versículos chaves: “Então, os soldados o levaram para dentro do palácio, que é o pretório, e reuniram todo o destacamento […] E levaram Jesus para o Gólgota que quer dizer Lugar da Caveira” (vs. 16 e 22).

Contexto: Os líderes judeus entregaram Jesus a Pilatos, governador romano, tentando convencê-lo de que Ele era culpado de um crime e merecia a pena de morte. Mesmo não tendo encontrado crime algum em Jesus, Pilatos “lavou as mãos” e O entregou para ser crucificado (vs. 15). Aqui, então, começa a via crucis, o caminho seguido pelo Cordeiro de Deus até o seu matadouro, a cruz.

  • Falando para crescermos em fé: Você já ouviu o termo via crucis?O que vem em sua mente?

Domingo, tivemos Ceia, o memorial da morte de Cristo. Não há como nos lembrarmos da morte, sem nos lembrarmos da cruz, da via crucis, do latim, “caminho da cruz”. É a via dolorosa, o caminho que Jesus percorreu desde o pretório (palácio do governador romano) até o Gólgota (monte de Sua crucificação).

Seguindo por esta via, Jesus já levava sobre si o peso da traição e de ser negado por seus amigos; da inveja e o ódio dos religiosos; da ingratidão do povo; da violência e o escárnio dos soldados; da injustiça de Roma. Também levava sobre si, literalmente, o peso da cruz, do madeiro.

  • Aprendendo uns com os outros: De acordo com a lei, o condenado deveria carregar sua própria cruz, ou pelo menos a viga principal até o local da execução. Para você, qual foi o maior peso carregado por Jesus?

Jesus, como homem, ficou exausto enão conseguiu prosseguir levando o madeiro sozinho, por isso, os soldados ordenaram a Simão Cireneu que carregasse a cruz (vs. 21). Há uma realidade espiritual muito importante para nós na cruz: a nossa identificação com Cristo. Identificamo-nos, pois, estamos crucificados com Ele (Gl 2.19), estamos crucificados para o mundo (Gl 6.14).

  • Falando para crescermos em fé: Você já se sentiu fraco em alguma via crucis pela qual passou e precisou de alguém para ajudá-lo? Você já foi um ‘Simão’ na vida de alguém? Por que não devemos estar sozinhos? 

A cruz não é o seu cônjuge carnal. A cruz não é o seu filho pródigo. A cruz não é o seu chefe opressor. A cruz não é uma doença. A cruz é quando, vivenciando estas situações, ou, quaisquer outras, devo renunciar à minha vontade face à vontade de Deus. A cruz é o local que revela tanto a perversidade do coração humano quanto a graça do coração de Deus, por isso, é loucura para o mundo, mas para nós é o poder de Deus. (I Co 1.18-25).

  • Aprendendo uns com os outros: Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me” (Mc 8.34). Como você recebe este morrer da cruz em sua caminhada após Cristo?

A via crucissão os seus passos sobre as pegadas de Jesus, o seu exemplo (I Pe 2.23-24). A via crucis é o lugar onde a dúvida dá lugar a convicção, o medo a coragem, a desistência a persistência, a tristeza a alegria e a morte a vida.Naquela via dolorosa, o maior peso que JESUS carregou foi o peso do pecado dos homens. Ele se fez maldição por nós (Gl 3.13), Ele o fez pecado por nós (II Co 5.21).

  • Conclusão/Reflexão: Qual era a sua visão sobre a cruz? Qual é o seu entendimento, agora? Creia nos propósitos de Deus para sua vida, pois, a cruz não é o fim, mas, um meio para sermos parecidos com Jesus. Leia Filipenses 2.9 e I Pedro 5.6.     

Pr. Ricardo Arturo T. BatistaIgreja Batista do Amor

Deixe um comentário