Você está visualizando atualmente SERMÃO DA MONTANHA: AS BEM-AVENTURANÇAS II

SERMÃO DA MONTANHA: AS BEM-AVENTURANÇAS II

Ideia Central O sermão do monte é uma descrição do caráter do crente, e não um código de ética ou de moral. Ao colocarmos em prática os seus princípios, então veremos o grande reavivamento pelo qual temos orado e anelado.

Escritura Mateus 5.5-7

Perguntas iniciais
1. Como você abençoou alguém recentemente?

Aplicação Bíblica
2. Ao ler Mateus 5.5-7 qual o seu entendimento sobre a felicidade (bem-aventurado)?

Aplicação na vida

3. BEM -AVENTURADOS OS MANSOS (5.5)

A humanidade pensa em termos de força, de poderio militar, bélico, econômico e político. Quanto mais agressivo, mais forte. Jesus, porém, diz que não são os fortes e os arrogantes que são felizes; nem são eles que vão herdar a terra, mas os mansos. O QUE NÃO SIGNIFICA SER MANSO?
A. Ser manso não é um atributo natural. Ser manso não é virtude; é graça, é fruto do Espírito.
B. Ser manso não é ser tímido, covarde, medroso, fraco e indolente. As pessoas mansas tiveram coragem para se posicionar com firmeza contra o erro. Enfrentaram açoites, prisões e a própria morte por seus posicionamentos de fé. O QUE É SER MANSO? A. Uma pessoa mansa é submissa à vontade de Deus. Uma pessoa mansa não se rebela contra Deus e nem murmura. B. Uma pessoa mansa está debaixo do controle de Deus. O manso morreu para si mesmo. Ele foi domesticado pelo Espírito. Ninguém pode governar os outros se não aprendeu a governar a si mesmo.
C. O manso é aquele que está disposto a sofrer o dano. Como Paulo escreveu aos Coríntios, numa demanda entre irmãos, ele está pronto a sofrer o dano em vez de buscar levar vantagem (l Co 6.7). D. O manso é cidadão do céu. O manso é filho de Deus, é herdeiro de Deus e coerdeiro com Cristo. Ante ao exposto, o que você entendeu sobre ser manso e como você tem exercido a mansidão no seu dia-a-dia?

4. BEM-AVENTURADOS OS QUE TÊM FOME E SEDE DE JUSTIÇA, PORQUE SERÃO FARTOS (MT 5.6).
Somente os que têm fome e sede é que serão saciados e também muito felizes. Quem tem fome e sede de justiça, deseja ardentemente ser transformado progressivamente. Quem tem fome e sede de justiça, aspira às coisas do céu, ama a santidade, tem prazer nas coisas de Deus, deleita-se em Deus e ama os seus princípios. De acordo com John Stott, quem tem fome e sede de justiça abomina o mal, ataca a corrupção e declara guerra a todo esquema de opressão. Quem tem fome e sede de justiça, denuncia o pecado e promove o bem; ama a verdade e abomina a mentira. Jesus está ensinando que os famintos de Deus não serão despedidos vazios nem serão decepcionados. Ele promete felicidade e saciedade. Ele promete alegria e satisfação. Ele promete plenitude e a dá a todos quantos têm fome e sede de justiça. Entretanto, ninguém jamais será satisfeito sem que antes esteja faminto e sedento. Como você demonstra na prática que tem fome e sede de justiça?

5. BEM-AVENTURADOS OS MISERICORDIOSOS (5.7)
Que tremendo teste para cada um de nós, quanto a toda a nossa posição e profissão de fé cristã! No cristianismo, ser vem antes do fazer. Quem é, faz. A fé sem obras é morta. Essa bem-aventurança é o fruto das outras quatro que vimos. Misericórdia é lançar o coração na miséria do outro e estar pronto em QUALQUER TEMPO para aliviar a sua dor. É ver uma pessoa sem alimento e lhe dar comida; é ver uma pessoa solitária e lhe fazer companhia. É atender às necessidades, e não apenas senti-las. POR QUE DEVEMOS EXERCER MISERICÓRDIA? A. Devemos ser misericordiosos porque a prática das boas obras é o grande fim para o qual fomos criados (Ef 2.10). O propósito da vida é servir. Como diz o adágio: “Quem não serve para servir, não serve para viver. B. Devemos ser misericordiosos porque a demonstração de misericórdia é um sacrifício agradável a Deus (Hb. 13.16). Comente

Pastor Jennison César Fernandes – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário