Você está visualizando atualmente NATUREZA DIVINA

NATUREZA DIVINA

Texto Base: 2 Pedro 1:3-10 “…para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina…


Divino poder de Deus nos deu todas as coisas de que necessitamos para a vida, isso através do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude, recebemos de Deus suas grandiosas e preciosas promessas, para nos tornarmos participantes da natureza divina; Pedro dá um conselho, e nos encoraja a nos empenhar em acrescentarmos as nossas vidas virtudes e qualidades, porque se essas qualidades existirem em nossas vidas e estiverem crescendo em nós, elas impedirão que sejamos inoperantes, improdutivos, inativos e infrutuosos.  Portanto irmãos empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês. Porque se agirem dessa forma jamais tropeçarão.

1 Cor 15:45 o primeiro Adão foi feito alma vivente, e o último Adão em espírito vivificante. Isso nos ensina que nossa primeira natureza em Adão foi pecaminosa, carnal e terrena, e nossa natureza em cristo é santa, espiritual e celestial.

Rm 8 revela que o nosso espírito testifica com o Espírito de Deus que somos filhos de Deus, pois todos que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Portanto temos a natureza divina de Deus, somos nascidos de Deus.

Nessa relação espiritual entre Deus e seus filhos, Como Deus fala com os seus filhos?

Ele fala com nosso espírito, Deus não fala com a nossa carne, nossa alma, emoções. Deus fala com a nossa natureza divina, que é a nossa constituição espiritual. Sempre que estamos abatidos por alguma situação, envolvidos por problemas, movidos pela ansiedade, quando nossas emoções estão afloradas, são nesses momentos que tropeçamos, pois as qualidades e virtudes da natureza divina são sobrepostas por nossa carne.

Aprendendo uns com os outros: Você já vivenciou momentos assim em sua alma?

E tudo que queremos ouvir, é uma palavra que seja agradável à nossa alma, que nos conforte, são momentos que não queremos ouvir o que Deus quer falar, mas queremos ouvir o que a nossa carne quer ouvir.

Deus não fala com a sua deformação e fraqueza, Deus fala com a sua constituição espiritual que é sua natureza divina.

  1. Voz de Deus fala o que devemos ser nele através da natureza divina

Juízes 6:12-17 Gideão ouviu a palavra: O Senhor é contigo homem valente, poderoso guerreiro! Anjo de Deus se dirige a ele conforme a sua constituição. Aos olhos humanos, com certeza Gideão não era um homem valente, também, com todas as desgraças e perseguições do inimigo, não parecia mesmo que Deus era com ele. Deus simplesmente nos chamou por aquilo que devemos ser nele.

  • Deus não se relaciona com as nossas deformações, por isso não irá alimentá-las.

Gideão tinha uma visão distorcida de Deus, quando não somos alimentados pela palavra em nosso espírito, a nossa carne nos governa, nos julgamos vencidos e nos sentimos excluídos do favor de Deus. Gideão estava tão decepcionado e desconsolado, ao ouvir a palavra de Deus, ele imediatamente começa a trazer à tona seus ressentimentos, seu desapontamento com Deus, questiona por que Deus os abandonou. Não conseguiu perceber que Deus era com ele. Movido por suas deformações, tinha uma baixa autoimagem, que o levou a uma vida medíocre se conformando com o que tinha.

  • Palavra de Deus que fala a nossa natureza divina é simples e objetiva

2 Reis 5:9-14 Naamã tinha uma expectativa na sua alma de como seria seu encontro com o grande profeta de Israel, seria um mega evento, um show pirotécnico, mas o profeta não foi ao encontro do comandante poderoso, apenas mandou seu mensageiro, diga que ele mergulhe 7 vezes no rio Jordão.

Conclusão: João 15:3-7 vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado. Se estivermos ligados na videira, e permanecermos nele e ele em nós daremos frutos e não seremos infrutíferos. As palavras precisam permanecer em nós, em nosso espírito.

Pr Rodrigo Barbosa – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário