Você está visualizando atualmente MUDANÇAS A MINHA VOLTA

MUDANÇAS A MINHA VOLTA

Ideia Central


Existem momentos que queremos mudar a nossa história, fazemos concertos e remendos, contudo para mudar de vida é preciso de uma mudança radical de atitudes.

Escritura: Mateus 6.22-23 / Gênesis 28.10 / I Samuel 13.11 / Provérbios 18.1

Quebra-gelo e pensamento inicial

  1. Se você pudesse escolher uma idade para viver, qual seria essa idade? Por quê?
  2. Para sermos diferentes do que somos, precisamos ter consciência do que somos. Vamos caminhar para o diagnóstico mais preciso, para mudar as situações à sua volta: você. Isso mesmo, a cura do caos à sua volta pode estar no seu coração. Debaixo dessa descoberta vamos ver o que precisamos fazer para sermos medicados e assim perceberemos o remédio divino mudar tudo em nosso interior.

Aplicação bíblica

  • Mateus 6.22-23 – O que você entendeu nessa passagem? Aplicação na vida
  • “Quem tem tão pouco conhecimento da natureza humana a ponto de procurar a felicidade na mudança de tudo à sua volta, mas não se dispõe a mudar também, desperdiçará sua vida em esforços infrutíferos e multiplicará as aflições que procura remover”. O que você entende nessa frase do Escritor Samuel Johnson?
  • Por que tantas pessoas continuam perpetuando seu erro e mantendo seus relacionamentos num grau tão baixo? A resposta pode estar no que a psicologia chama de mecanismos de defesa.

Sem Justificativas – A primeira justificativa da história acontece no Jardim do Éden quando Adão e Eva pecam e Deus foi ao encontro deles. Adão logo disse que foi por causa de Eva. E Eva diz que foi a serpente. Nenhum dos dois assumiu a responsabilidade. Esse processo muitas vezes inconsciente de se justificar leva o indivíduo a manter-se errando e prejudicando os seus relacionamentos. Como fazer para assumir os erros e diminuir as justificativas?

Racionalização – Muitas vezes do ponto de vista racional até podemos ter alguma razão e mesmo assim na prática estarmos completamente errados. o rei Saul teve um processo de racionalização muito claro para justificar e não ter esperado Samuel para oferecer o sacrifício (I Sm 13.11). Como fazer para não esconder os erros nas sacolas dos acertos?

Isolamento – Para não assumir a responsabilidade, muitas pessoas usam o isolamento como arma. Algumas delas até reconhecem o erro, mas não querem lidar com isso de forma objetiva. “Quem se isola busca interesses egoístas e se rebela contra a sensatez” (Provérbios 18:1). Como não viver em isolamento?

Projeção – Na projeção percebemos o erro do outro, mas não assumimos o nosso. Quando Deus nos chama a “vencer o mal com o bem” ele está nos chamando a agirmos diferente do outro. A sermos dirigentes e não dirigidos. Se o outro não assume o erro assuma o seu. No entanto, quando duas pessoas usam o mal da projeção, não há espaço para o bem vencer. Como retirar a projeção dos relacionamentos?

Apatia – O Pr. Márcio Valadão costuma que dizer que a “apatia é desistir sem lutar e acreditar que nada pode mudar a situação”. Se você está percebendo um estado de apatia busque ajuda com pessoas, busque a Deus, pois a apatia de hoje pode resultar em morte amanhã. Mudar de lugar, de relacionamento nem sempre será a melhor solução, pois o problema vai continuar, assim o melhor caminho é buscar a transformação, foi o que ocorreu com Jacó (Gn. 28.10). Não fuja das situações.

Desafio

O trajeto da mudança começa com o reconhecimento dos erros, mas termina com a nossa entrega na mão do Senhor para que ele possa mudar a nossa vida.

Pr Jennison César Fernandes – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário