Você está visualizando atualmente FRUTIFICAI-VOS

FRUTIFICAI-VOS

Ideia Central

A Bíblia está cheia de comparações e metáforas. Uma das comparações que me impressionam devido as suas constantes repetições é a da árvore. Em toda a Bíblia o homem é comparado com uma árvore, individualmente ou de forma coletiva.

Escritura

Lucas 13.6-9 / Ezequiel 17.24 / Lucas 8.5-11 / Mateus 21.19 / João 15.5

Quebra-gelo

1. Quais as frutas que você mais gosta? Tem alguma que não gosta? Tem alguma que achava que não gostava e quando experimentou uma segunda vez você gostou?

Aplicação Bíblica

  • Leia Lucas 16.6-9. O que você entendeu nessa passagem?

Aplicação na vida

  • Cada árvore é segundo a sua semente e depende de um tipo de solo específico (Lc 8.5-11). Devemos ficar atentos para o tipo de sementes que estão sendo plantadas em nossas vidas e que tipo de sementes estamos plantando na vida dos outros. A Palavra que falamos também é comparada a uma semente. Que tipo de semente você está plantando na vida das pessoas a sua volta?
  • Deus não olha para a aparência da árvore, mas para o que ela produz (Mt 21.19). Como saber se tenho frutos e não aparência?
  • Doutrina sem vida, fé sem obra, palavra sem prática não agradam a Deus. A inutilidade é um convite ao desastre. Comente.
  • Não podemos produzir sozinhos (João 15.5). Os ramos vivem do que recebem da videira, consequentemente, se estamos ligados na videira produziremos muitos frutos. Quais os frutos que você está produzindo ou gostaria de produzir?
  • Não basta produzir, é necessário alimentar outros (Lc 13.6-9). Como fazer isso na prática?

Conclusão/Reflexão:

Vemos aqui o evangelho da segunda oportunidade. Entram em cena a benignidade de Deus, a graça e a mediação de Cristo. Por causa da intercessão de Cristo, Deus nos trata com misericórdia e não nos julga consoante os nossos pecados. O Senhor Jesus tem escavado ao nosso redor e colocado adubo. Ele morreu por nós. Ressuscitou para nossa justificação. Enviou seu Espírito. Intercede por nós. E tempo de frutificarmos para Deus e demonstrarmos, pela nossa vida de santidade, o nosso sincero arrependimento. Temos que produzir frutos, ou seja, alimento para esta geração. Deus nos dá oportunidade em todo o tempo, pois ainda estamos aqui. Vamos avançar e sermos ainda mais uma igreja viva, santa, alegre, acolhedora, evangelizadora, missionária. Não deixaremos essa geração sem alimento, pois estamos produzindo muitos frutos para a glória de Deus. Aleluia!!!

Pr. Jennison César Fernandes – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário