Você está visualizando atualmente ‘A IGREJA SOB ATAQUE’

‘A IGREJA SOB ATAQUE’

Domingo da Igreja Perseguida/2022

“Nenhuma arma forjada contra você prevalecerá, e você refutará toda língua que o acusar. Esta é a herança dos servos do Senhor, e está é a defesa que faço do nome deles’ declara o Senhor” (Is 54.17).

“… e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18b).

No último domingo, realizamos o DIP, pois não podemos ignorar a realidade atual de que mais de 360 milhões de cristãos no mundo são perseguidos. Foi um dia separado para entendermos como estão atualmente os cristãos na Nigéria e Oeste Africano e sob quais condições seguem firmes na fé em Jesus.

Ao ler a passagem de Isaías 54.17, imaginamos a vitória total e absoluta. Mas a sequência da história nos mostra que Judá seria atacada pelos assírios. Mesmo em meio à adversidade e em uma situação de destruição e cativeiro, o Senhor preservou o remanescente do seu povo.

Mesmo em meio a devastação, ele mantém suas promessas. Claro que entender os dias difíceis não é tão simples assim. Em países onde há perseguição por causa da fé, os cristãos vivem uma realidade que os desafia diariamente a lembrar e confiar que “nenhuma arma forjada prevalecerá” contra a igreja.

Esta é a situação vivida hoje por cristãos na Nigéria e Oeste Africano. O Senhor se coloca em defesa de seu povo e nós somos convidados a ser instrumentos do amor de Deus aos nossos irmãos. No Antigo Testamento, Deus usou os profetas, no Novo Testamento, os apóstolos, e hoje, ele convida você.

Compartilhe: A realidade dos cristãos nigerianos e em países do Oeste Africano é de perseguição, prisão, casas incendiadas, igrejas destruídas, sequestros e até mesmo mortes. Então, vitória e perseguição são realidades contraditórias?

Jesus, ao falar sobre a sua igreja, diz: “as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Ele explica o que estava por vir: perseguição (Mt 24.9). Jesus é preso, crucificado, morto e, ao 3º dia, Ele ressuscita. Porém, antes de subir, promete aos discípulos que eles seriam revestidos de poder com o propósito de realizar a Grande Comissão. Nada pode deter a igreja que recebeu o poder do Espírito Santo.

Compartilhe: Leia Atos 4.18-21; 23-24; e 29-31 e comente qual foi a postura da Igreja Primitiva frente à perseguição? Qual foi o resultado da perseguição e dispersão da igreja para fora de Jerusalém?

Há consolo em meio a perseguição. A igreja na Nigéria e Oeste Africano está sob ataque seja na família, nação, sociedade, trabalho ou escola. Uma igreja ferida, queimada, assolada, porém que continua crescendo. Um dos principais fatores para isso é a oração. Ao serem fortalecidos pelo Senhor, poderão avançar e continuar proclamando as boas novas de salvação.

Conclusão: Como podemos ser hoje instrumento de Deus e resposta ao clamor dos cristãos perseguidos? O que deve ser produzido em nossa vida cristã, em nossa consciência e no nível de envolvimento e compromisso com a obra do Senhor?

Estudo adaptado do texto produzido pela Missão Portas Abertas para o DIP / 2022.

Igreja Batista do Amor

Igreja parceira da missão não-denominacional de apoio a cristãos perseguidos, Portas Abertas.

Deixe um comentário