Você está visualizando atualmente DE MULTIDÃO À DÍSCIPULO, UMA QUESTÃO DE ESCOLHA!

DE MULTIDÃO À DÍSCIPULO, UMA QUESTÃO DE ESCOLHA!

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28.19).

Em seu ministério público, Jesus desenvolveu relacionamentos com três tipos de grupos: as Multidões, os Seguidores Ocasionais e os Discípulos. O nível de maturidade espiritual das pessoas determina o nível de relacionamento que elas têm com Jesus. E há três tipos de condições humanas: o Homem Natural, que não recebeu a nova natureza celestial em Cristo. O Homem Carnal, que embora tenha recebido a nova natureza celestial em Cristo, mas vive ligado à sua natureza carnal (imaturo). E o Homem Espiritual, que nasceu de novo e vive de acordo com a sua nova natureza espiritual em Cristo (maduro).    

É importante para a nossa vida com Deus, bem como para o nosso crescimento espiritual, que saibamos qual é a nossa condição humana e o tipo de grupo nos encontramos em nosso relacionamento com Cristo:

  1. MULTIDÃO: é o primeiro nível de relacionamento e, normalmente, é onde estávamos quando encontramos Jesus. O maior interesse é por necessidades físicas e emocionais supridas, porque ainda não se entende que a maior necessidade é espiritual, de salvação. (Leia João 6.2, 26 e 51).  

A multidão seguia Jesus por causa dos sinais, das curas, daquilo que poderiam receber. O relacionamento era distante, impessoal, inconstante, sem resposta à Palavra e sem compromisso.

  • Leia Mateus 21.8 e Lucas 23.18 e comente: Será que hoje, ainda podemos aclamar Jesus num domingo, na igreja e negá-lo durante a semana no trabalho, na escola, em casa etc.?
  • SEGUIDORES OCASIONAIS: é o segundo nível de relacionamento. Foi aquele que Jesus teve com pessoas que o procuravam para serem aconselhadas, mas quando lhes era mostrada a cruz, logo retrocediam. Pessoas que crescem apenas no limite em que se deixam tratar (conveniência).

O fariseu Nicodemos e o jovem rico são alguns exemplos deste tipo de seguidores. Ambos eram religiosos e ficaram impressionados com Jesus, mas a mente terrena e carnal impedia-lhes de ter a revelação da graça. Normalmente, têm opiniões próprias muito fortes.

  • Leia João 6.60 e 66 e comente: para os seguidores ocasionais a mensagem de Jesus era ‘dura’ de entender ou de aceitar? Será que hoje ainda podemos ter a mesma dificuldade?
  • DISCÍPULOS: é o terceiro nível de relacionamento. Aqui, é total a intimidade, a liberdade com que expressam pensamentos, sentimentos, compromisso e renúncia. São aqueles que aceitam o preço da cruz como resposta ao favor, a graça e o amor que receberam.

Jesus pegou homens comuns, analfabetos, sem formação religiosa e passou a esses homens todo seu ministério, unção e autoridade. “Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus” (At 4:13).

Conclusão: Tudo na vida é uma questão de escolha! E toda escolha implica numa renúncia! Qual é a sua escolha, hoje? Permanecer no meio da multidão, ou, se apresentar como discípulo? Baseado em Lucas 14.27, quem não toma a sua cruz e vai após Jesus não pode ser seu discípulo. O que é a sua cruz?

Pr. Ricardo Arturo Tatis BatistaIgreja Batista do Amor

Deixe um comentário