Você está visualizando atualmente VINDE A MIM (Jesus, o verdadeiro descanso)

VINDE A MIM (Jesus, o verdadeiro descanso)

Texto base: Mateus 11:28-30

Introdução: Biblicamente, podemos dizer que todo mandamento e princípio designado por Deus expressam o zelo e amor que o Senhor tem por cada um de nós. Sem dúvidas, o descanso é um desses princípios que foram estabelecidos para o nosso bem. Um mero cansaço físico pode ser resolvido com um dia de folga do trabalho ou, até mesmo, um bom período de férias. Já o cansaço psicológico pode ser solucionado com bons períodos de descontração, lazer e entretenimento. No entanto, existe um nível de cansaço, no âmbito espiritual, que só é resolvido quando nos encontramos com Jesus. Ele mesmo nos convidou dizendo: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei […] e achareis descanso para vossas almas” (Mt 11:28-29). Alívio e descanso, em plenitude, encontramos só em Jesus, o Pastor das nossas almas. Aquele que nos faz “repousar em pastos verdejantes”; que nos leva “para junto das águas de descanso” e que verdadeiramente “refrigera nossa alma” (Sl 23:1-3).

1. O convite irrecusável: Jesus nos faz um convite inrrecusável, ao dizer: “Vinde a mim”. Talvez, poderíamos nos sentir honrados em receber convites de pessoas importantes como, autoridades, governates, entre outros. Nesse caso creio que, dificilmente, seríamos convidados pessoalmente por essas pessoas. Certamente nos mandariam o convite por meio de um representante, e-mail ou carta. No entanto, de acordo com (Mt 11:28), quem nos faz o convite é a pessoa mais importante do universo. E para nossa surpresa, diferente das autoridades terrenas, Ele mesmo, o Senhor Jesus Cristo, vem até a nossa casa nos convidar. Pelo puro desejo de se relacionar conosco, Ele bate na porta e, gentilmente, nos solicita entrada, conforme (Ap 3:20). Que maravilha! Jesus nos convida a recebermos o verdadeiro descanso ao abrirmos o coração e entregarmos nossa vida a Ele.

2. Livre-se do Jugo e Fardo: Nos tempos de Jesus, as interpretações rabínicas de como guardar a lei de Móises eram chamadas de “o jugo do Rabino”. Tais interpretações eram tendenciosas e algumas difíceis de serem cumpridas. Um pesado fardo religioso que gerava medo e culpa nas pessoas (Mt 23.4). Jesus não veio colocar um peso sobre nossas vidas, mas veio trazer descanso para nossas almas, por meio de sua graça. Atualmente muitas pessoas vivem oprimidas pelos “jugos e fardos” da vida. Poderíamos destacar: religiosidade, pecados deliberados, vícios, pressões do dia a dia, e até mesmo um passado mal resolvido. No entanto, um real encontro com Jesus nos liberta de qualquer peso (Jo 8:36). Além do mais, Cristo tem o poder de fazer novas todas as coisas (Ap 21:5 e 2Co 5:17).

Compartilhando: Jesus te livrou de quais fardos? De maneira sucinta, testemunhe para a edificação de todos.

3. Descanço e Força: O encontro com Cristo nos proporciona refrigério na alma, que por sua vez, tem ação completa. O Espírito Santo se encarrega de fazer uma limpeza, jogando fora todo peso. Ele retira a angústia do peito, alivia a dor e preenche todo o vazio no coração humano. Sempre que passamos por um período de descanso, automaticamente, temos as nossas forças renovadas. Por isso, o propósito de Deus não é apenas o descanso, mas o fortalecimento de cada cristão (Ef 6.10). A força que o Senhor nos concede durante o período de descanso é, mais facilmente, compreendida pelas palavras do profeta: “Faz forte ao cansado e multiplica as forças do que não tem nenhum vigor…” (Is 40:29-31).

Conclusão: Jesus nos convida dizendo “Vinde a mim, todos os que estais cansados…” (Mt 11.28). Tal convite nos faz compreeder que, em Jesus, encontraremos verdeiro descanso e fortalecimento. Mas, seremos fortalecidos para que? Os convites de Jesus não param por aí, e ele novamente nos convida, dizendo: “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mc 1:17). Primeiro Ele nos convida a descansar para que nossas forças sejam renovadas por meio de sua graça. Depois, Jesus nos convoca para a grande jornada da vida cristã: Sermos seus discípulos. Porfim, Jesus nos envia dizendo: “Ide, portanto, e fazei discípulos de todas as nações” (Mt 28:19). Ou seja, tudo isso se resume em dois convites e uma Palavra de ordem! Isso significa que existe um tempo de irmos à Ele, após Ele e por Ele.

(Ref. bibliográfica: Bíblia de Estudo de Genebra)

Pastor Douglas Panta Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário