Você está visualizando atualmente PROVADOS E APROVADOS

PROVADOS E APROVADOS

Texto base: (Tiago 1.1-4).

Introdução: A carta de Tiago tem por característica ser mais prática do que doutrinária. A própria fala do autor demonstra isso: “Sejam praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando a vocês mesmos” (Tg 1.22). Para surpresa de muitos, essa carta não foi escrita pelo Apóstolo Tiago (filho de Zebedeu) ou então pelo Apóstolo Tiago (filho de Alfeu). No entanto, o autor dessa carta se trata de Tiago, irmão de Jesus Cristo, filho de José e Maria (Mt 13.55-56). Após a ressurreição de Jesus, Tiago foi considerado líder e coluna da igreja (Gl 2.9), o qual presidiu um importante concílio na cidade de Jerusalém (At 15.13). Portanto, é através do ensino prático de “Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo…” que iremos aprender sobre importância de sermos provados na fé e aprovados em Deus.

1. A realidade da provação:“2 Meus irmãos, tenham por motivo de grande alegria o fato de passarem por várias provações”. Provação é o mesmo que dor, aflição ou sofrimento. O que nem todo mundo sabe é que a provação tem o seu caráter universal. Ou seja, não existe um ser humano sobre a face da terra, seja crente ou não, que esteja imune ao sofrimento. Portanto, as provações são uma realidade na vida de quem nasceu de novo em Cristo. E digo mais, as provações são completamente compatíveis com a vida cristã (Jo 16.33) (2Tm 3.12). A Bíblia não diz que a conversão ao Evangelho é uma garantia de uma vida sem desafios. Afinal de contas, o Evangelho não nos salva das adversidades, mas ele nos salva nas adversidades. Quando se trata de provação da fé, Deus está mais interessado em nos livrar nelas, do que nos livrar delas. Pois o nosso Deus não é um mero resolvedor de problemas, Ele é um resolvedor de pessoas. O grande problema que Deus quer resolver está em nós e não ao redor de nós. Por isso, devemos reconhecer que o sofrimento proveniente das provações possui um caráter pedagógico, que nos faz crescer e amadurecer. E o nosso dever é encarar as provações com uma alegria que é ultra circunstancial e imperativa, a qual vem do Espírito Santo.

2. O valor da perseverança:“3 sabendo que a provação da fé que vocês têm produz perseverança”. Uma fé provada gera perseverança. A provação tem o poder de colocar a nossa fé em movimento. Ela nos faz crescer, avançar e perseverar. Pois provação é Deus trabalhando em nós. Vale lembrar que provação é diferente de tentação. A provação de Deus nos constrói, mas a tentação de Satanás nos destrói; provação é processo de Deus, tentação é retrocesso do Diabo. Além do mais, a perseverança é um requisito indispensável na vida cristã: “Portanto, não percam a confiança de vocês, porque ela tem grande recompensa. Vocês precisam perseverar, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcancem a promessa” (Hb 10.35-36). “Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo (Mt 10.22). Pessoas que desprezam as provações da fé estão aprendendo a desistir. Mas aqueles que as encaram, com bom ânimo, estão aprendendo a perseverar. E você? Quando sua fé é provada, você desiste ou persevera?

3. Aperfeiçoamento e maturidade:“4 Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que vocês sejam perfeitos e íntegros, sem que lhes falte nada”. Se as provações geram perseverança, a perseverança completa gera maturidade. Quem deseja ser aperfeiçoado, persevera! Quem deseja ser maduro, persevera! E quem quer continuar sendo criança na fé, vive desprezando a pedagogia do sofrimento. Maturidade não é algo que se adquire apenas lendo livros ou assistindo vídeos na internet. Maturidade é fruto de provações superadas. A maturidade é um diploma na vida daqueles que se assentaram para aprender na escola da dor. Portanto, vale a pena perseverar! Pois aquilo que começa com sofrimento e provação, termina em aperfeiçoamento, integridade e plenitude, para a glória de Deus.

Conclusão : As provações são reais e completamente compatíveis com a vida cristã. A conversão ao Evangelho não é um passaporte mágico que nos garante uma vida sem problemas. Pois o Evangelho não te salva das provações, mas ele te salva nas provações. O nosso Deus não é um mero resolvedor de problemas, Deus é um resolvedor de pessoas. E o grande problema que Deus quer resolver está em você e não ao redor de você. Devemos encarar as provações com grande alegria, pois a esperança não falha e o sofrimento tem data de validade. E além do mais, nós confiamos na soberania de Deus. Você é provado para ser aprovado. Deus nos prova, nos faz perseverar, para no final de tudo nos conceder aperfeiçoamento, integridade e plenitude. E tudo isso é obra dele, do início ao fim. Para que a glória seja somente dEle, por Ele e para Ele. Amém!

Pr. Douglas Panta IBA House

Deixe um comentário