Você está visualizando atualmente MEU PAI

MEU PAI

Pois eles nos corrigiam por pouco tempo, segundo melhor lhes parecia; Deus, porém, nos disciplina para aproveitamento, a fim de sermos participantes da sua santidade.” (Hb 12:10).

Introdução: Neste contexto, da carta aos Hebreus, deparamo-nos com aspectos da paternidade tanto natural como espiritual. Aqui, especialmente, vemos que a disciplina faz parte desta relação e que muitas vezes as provas revelam o amor paternal de Deus para com seus filhos.

Pois eles nos corrigiam”: Quem são eles? Os nossos pais segundo a carne. A palavra ‘corrigiam’ no original é paideutes, que quer dizer disciplinador, instrutor, ou, professor. Muito embora o conceito bíblico de correção seja pedagógico, trazemos em nossas mentes o conceito punitivo (muito em função de uma relação abusiva que tivemos).

Segundo melhor lhes parecia”: muitos dos nossos pais, não conheciam, ou, ainda, não conhecem a Deus e nos corrigiram com o que eles tinham (ninguém pode dar o que não tem). Muitos deles não tinham muito a dar, nem sequer receberam dos seus pais também. Acredite! Fizeram o que podiam. ‘Segundo melhor lhes parecia com ignorância’, sem paciência, sem exemplo, nem razão.

Filho, tendo dado causa ou não, aprenda princípios:

  1. Ouça o seu pai (Pv 23.22) – Ele tem mais experiência de vida (positivas e negativas).
  2. Honre o seu pai (Êx 20.12) – Prolongue seus dias na terra (longevidade e propósito).
  3. Obedeça ao seu pai (Cl 3.20) – Isto é grato diante do Senhor (algo natural e espiritual).
  4. Seja sábio (Pv 10.1) – Alegre e ganhe o coração do seu pai (faz diferença na eternidade).

Pai, tendo falhado ou não, aprenda princípios:

…Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?” (Mt 7:9-‬11). Por menos espiritual que seja o pai, ainda, assim, esse sabe dar algo de bom aos filhos. Mas…

  1. Não seja a melhor versão de você mesmo, pois sua melhor versão é Adão e ele foi tirado do Éden (lugar de delícias da família). Melhor ser um pequeno Cristo (cristão) a ser um grande Adão. Não fique prometendo ser melhor para os seus filhos ou cônjuge através de uma atitude carnal e exterior (performance), isto seria colocar pano novo em roupa velha. Lembre-se, você não é um pecador melhorado, mas uma nova criatura que foi gerada, de novo, pela semente de Cristo e leva a imagem do celestial. (I Co 15.45-49 e I Pe 1.23).
  2. Não irrite seus filhos (Ef 6.4) – Eles podem se tornar iracundos e desanimados.
  3. Entesoure para os seus filhos (II Co 12.14b) – Ele será um tesouro (o amor enriquece).

Conclusão/Reflexão: Hoje, como filho amado do Pai Celestial, você consegue entender e perdoar o seu pai segundo a carne? Hoje, como filho que recebeu amor e graça incondicionais do Pai celestial, você entende os seus filhos e pode dar de graça o que de graça recebeu?

Pr. Ricardo Arturo T. Batista – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário