Você está visualizando atualmente “NOVO E VIVO CAMINHO”

“NOVO E VIVO CAMINHO”

(Hebreus 10.19-25)

“Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne” (Hb 10.19 e 20).

Introdução: Hoje, entramos no Santuário com ousadia e intrepidez, não mais com medo e timidez. O Santo dos Santos era um ambiente do Tabernáculo e esse era a tenda móvel de adoração dos israelitas usada durante sua peregrinação. Ali estava a arca da aliança. Esse era o trono de Deus no tabernáculo. Só o sumo sacerdote podia entrar ali, uma vez por ano.

• Aprendendo uns com os outros: Qual o privilégio que você tem, hoje, de poder entrar no Santo dos Santos, na presença de Deus e ali permanecer?

Há 3 expressões chaves em Hebreus 10.19 e 20:

1) “Pelo sangue de Jesus”: No Dia da Expiação, o sangue do sacrifício era aspergido sobre o propiciatório (tampa de ouro da arca), para se cobrir as tábuas da Lei que ficavam dentro da arca. Deus não olhava para a Lei quebrada e, sim, para o sangue. Como é impossível que o sangue de animais remova pecados, anualmente, isto se repetia (Hb 10.3 e 4).

• Falando para crescermos em fé: Leia Hebreus 9.11 e 12 e comente qual a diferença entre o sacrifício feito na Antiga Aliança e na Nova Aliança, pelo sangue de Jesus.

2) “Pelo novo e vivo caminho”: Novo, não mais por um antigo caminho feito por Moisés, no Monte Sinai, que gerou escravidão. Mas, por um novo caminho feito por Cristo, no Monte Calvário, que gerou liberdade. Vivo, não um caminho de morte de sangue de animais, mas, de vida, pelo Cordeiro que ressuscitou; não pelo ministério da morte gravado com letras, em pedras, mas pelo ministério do Espírito e vida gravado no coração do crente.

3) “Pela sua carne”: Quando sua carne foi ferida na cruz e sua vida foi sacrificada, Deus rasgou o véu do templo, simbolizando o caminho novo e vivo aberto para todos que crerem. O véu aqui refere-se à morte e vida de Cristo, que representam a única possibilidade de acesso ao Pai.

Aprendendo uns com os outros: Leia Mateus 27.50 e 51, e compartilhe qual foi o ‘véu’ que mais o separava de Deus e foi rasgado no santuário? O que mais ‘tremeu na terra do seu coração’ coma a morte de Jesus?

Conclusão: Que privilégio crer e obter acesso irrestrito a Deus O vencedor não é aquele que nunca tropeça, mas, aquele que sabe que o acesso a sala do Pai não foi conquistado por sua perfeição, mas, pela perfeição de Jesus. E, mesmo se tropeçar, o crente tem confiança e intrepidez para entrar na presença, pelo sangue de Jesus, ser abraçado, perdoado e encorajado a se levantar e prosseguir.

Pr. Ricardo Arturo T. Batista – Igreja Batista do Amor

Deixe um comentário